sábado, 24 de dezembro de 2011

Sinceramente

Você ficou e a noite veio
Nos trazer a escuridão
E aí então
Eu abri meu coração
Por que nada é em vão.

domingo, 4 de dezembro de 2011

Pra falar de amor




Dentro de mim 
Há tristeza sem fim 
E eu preciso encontrar minha paz 
Pra sorrir ou chorar 
Tanto faz 
Pra lembrar de nós dois 
E deixar essa dor me deixar te dizer
Ai, como eu gostaria de te encontrar 
Pra falar de amor, pra falar..
Ontem pensei que estaria melhor 
Sem você, sem nós dois 
Poderia viver
O meu mundo se pôs entre recordações 
E a vontade de ser novamente seu par
Ai, como eu gostaria de te encontrar 
Pra falar de amor, pra falar de amor

Assim, meu amor



 Meu beijo é teu por direito
Pra dá-lo a ti sou capaz
De dar a volta ao mundo
No segundo mais veloz
Te juro eu faço tudo
Pra poder ouvir tua voz dizer
Que gosta de mim
Mesmo sendo como amigo
Que gosta de mim
Que eu sou teu preferido

Que gosta de mim,
Mesmo sabendo que eu sou, assim, amor
Meio acanhado

Sábado morto




Quero me enforcar
Nos seus cabelos
Quero me perder
Nos seus conselhos
Quero ir aonde você for
Carregando todo o nosso amor
Minha mente, e meu corpo
Nesse sábado morto
Eu quero lhe entregar ...
Quero me tornar
Suas palavras
Quero me esquecer nas caminhadas
Com você pelas calçadas
Vendo novas madrugadas
Minha mente, e meu corpo
Nesse sábado morto
Eu quero lhe entregar
Eu quero lhe entregar ...

De onde vem a calma-Los Hermanos




De onde vem o jeito tão sem defeito?
Que esse rapaz consegue fingir

Olha esse sorriso tão indeciso
Tá se exibindo pra solidão
Não vão embora daqui
Eu sou o que vocês são
Não solta da minha mão
Eu não vou mudar não
Eu vou ficar são
Mesmo se for só
Não vou ceder
Deus vai dar aval sim
O mal vai ter fim
E no final assim calado
Eu sei que vou ser coroado
Rei de mim

Aspire-me

 
 
 
 
Lá está ele há um passo de seus olhos
Recitando as palavras que, espera, ela aspire
Noite após noite uma luz fiel na costa
Se ele ao menos convencesse suas pernas a andar

Aquela noite.




E aquela noite eu chorei. Chorei como nunca havia chorado antes, chorei até minhas lágrimas molharem todo o chão.
É que não me sai da cabeça, que em algum momento, algo tem de acontecer comigo.
É assustador e desmotivante viver assim.
NADA.
Lembrança de nada, saudade de nada, dor de nada, sofrimento de nada.
Me sinto sufocada com isso tudo.
E o pior, é que eu não acredito mais. Esses sonhos românticos não passam mais por mim.
E é tão vazio sem o amor...

Eu nunca...

 
 
 
Eu vou embora daqui
Você não terá medo do medo
O pensamento foi posto nessa situação
Sempre soube que acabaria assim
As coisas nunca estiveram tão bem
Eu nunca deixei de sentir
Dor

sábado, 3 de dezembro de 2011

E será nosso

"Não direi a todos meu amor, 

guardarei comigo e sempre. 

Nada me falta, nele me acho. 

E se há por completar, 

parece nada faltar. 

Mostrarei os caminhos que tenho, 

todos me levam a você. 

Nem sei se seguirei nessa estrada, ou por quanto tempo, 

mas o que somos já me basta. 

Como num só enlace perfeito, 

costuro minha essência à tua. 

Sigo a necessária condição, 

De estar em ti. 

Não há como definir, 

E nem precisamos entender nada. 

Apenas sorver um ao outro e deixar-se embriagar de nós."
Jefrei Rocha

Os tipos que eu não sou








Nem vem me inventar. Eu nunca fui assim.Eu já me inventei
Eu sei de mim,  até quando eu minto
Mas posso fazer, Só pra agradar você
É fácil fazer
Só pra enganar você.Eu sou enigma
Não preciso mostrar, que eu sou
Um cara legal
Pra viver bem me basta
Um coração batendo...
Eu sou o amor,
Eu sou a guerra,
Eu sou o arco,
Eu sou a flecha
Oôôôô, menino ou menina
Até quando eu minto eu sou seu enigma

Sentindo falta

 
 
Você não chorará por minha ausência, eu sei
Você me esqueceu há muito tempo atrás
Sou assim tão sem importância?
Sou assim tão insignificante?
Não há ninguém sentindo minha falta?

Mesmo que eu seja sacrificada
Você não tentará por mim, não agora
Embora eu moresse para saber se você me ama
Eu estou completamente sozinha

Desde aquele dia




Desd'aquele dia
Nada me sacia
Minha vida tá vazia
Desd'aquelia dia
...

sábado, 26 de novembro de 2011

Mantenha-me em mente

 
 
 
Um dia
Você aprenderá a ser alguém melhor
Adequado para me querer
Mas até lá
Chamaremos isso de "fim"
Francamente querido,
Eu tentei e agora tive o suficiente
Mesmo que tenhamos de dizer adeus
Mantenha-me em mente.

Sobre nós

 
 
 
Desde que eu a conheci
Eu fico pensando "Deus,
Como é ótimo tocar violão"
Dessa forma eu sinto
Que ela esta sempre comigo.
Porque toda musica
Está me dizendo que desta vez
é sobre o nosso amor.

Como quiser



Aproveite a estação
Para tirar o seu casaco
Levantará o estado de espírito
Dos homens que você provoca
Mas estarei rindo, Sabendo que sou eu quem vai levar você pra casa.

Nada

Desde que eu não tenho você

 
 
 
Eu não tenho planos e esquemas
E eu não tenho esperanças e sonhos
Eu não tenho nada
Desde que eu não tenho você

E eu não tenho desejos amorosos
E eu não tenho horas felizes
Eu não tenho nada
Desde que eu não tenho você

Felicidade, eu acho
Que nunca vou tê-la novamente
Quando você me deixou
A velha miséria veio
E ela está aqui desde então

Sim, estamos fudidos!

Eu não tenho amor para dividir
E eu não tenho ninguém para cuidar
Eu não tenho nada
Desde que eu não tenho você

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

N-Nando Reis


 

Espero que o tempo voe
Para que você retorne
Pra que eu possa te abraçar
E te beijar
De novo
E agora, como eu passo sem te ver?
Se o seu nome está gravado no
Meu braço como um selo?
Nossos nomes que tem o "N"
Como um elo
E agora como posso te perder?
Se o teu corpo ainda guarda o
Meu prazer?
E o meu corpo está moldado com o teu?

Só agora


Baby
Tanto a aprender
Meu colo alimenta a você e a mim
Deixa eu mimar você, adorar você
Agora, só agora
Por que um dia eu sei
Vou ter que deixá-lo ir!
Sabe, serei seu lar se quiser
Sem pressa, do jeito que tem que ser

Quem sabe isso quer dizer amor




Cheguei a tempo de te ver acordar
Eu vim correndo à frente do sol
Abri a porta e antes de entrar
Revi a vida inteira

Me acenou um beijo de paz
Virou minha cabeça.
Quem sabe isso quer dizer amor,
Estrada de fazer o sonho acontecer...